quinta-feira, 31 de março de 2016

Bichos neozelandezes

Moa, extinta pela ação humana

Maior ave que andou sobre este Planeta
O homem, este ser de cérebro cambeta
A exterminou brincando, por mera treta.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Que bicho sou eu?


Sou da Oceania e um animal astuto
Tenho cara de cãozinho, jeito de lulu
Nas olimpíadas dos saltos, absoluto
Só vegetais como, mas não bambu.

Pradarias da Austrália, meu reduto
Porém não entro em buraco de tatu
Tenho orelhas grandes, longe escuto
Minha bolsa sem grife é o maior su.

O filho na bolsa num lugar impoluto
Preservado como em inviolável baú
Quando chora seus lamentos escuto.

Dos bichos monotremados sou guru
Da seleção natural, o melhor produto
Não adivinhou? sou o icônico canguru.

terça-feira, 29 de março de 2016

Bichos australianos

Equidna


Eu posso parecer um pequeno ouriço
Que possui um focinho pontudo e fino
Um mamífero marsupial, saiba disso
Inclusive ponho ovos, é o meu destino
Diante das minhocas não sou omisso
Na terra as procuro, até quanto atino
Assim, minha vida sem compromisso.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Bichos Neozelandeses

Kiwi

Kiwi é uma fruta também
Inclusive, muito deliciosa
What worth my life contain?
Imagine! Sou belo e prosa!

domingo, 27 de março de 2016

Que bicho sou eu?


Com penacho na cabeça, sou rainha da praça
Há quem me ache espalhafatosa, quase perua
E todos concordam que tenho charme e graça
Muito popular, vivo na floresta e mesmo na rua.

Pela minha beleza, me fazem objeto de caça
As vezes negra, outras vezes brancura da lua
Convenhamos, eu sempre conquisto a massa
Pois os fãs me elogiam, ninguém fica na sua.

Ainda que esta floresta seja meio escassa
Minha vida selvagem e barulhenta continua
Em enormes bandos, junto as de minha raça.

E nesta imensa Austrália meu habitat se situa
Abundância de céus e deserto que me abraça
Me considero rainha das aves sou a cacatua.

sábado, 26 de março de 2016

Flora australiana

Grass trees ou Black boys

Graciosa planta com jeito de xaxim
Ramos não tem, apenas cabeleira
Aspecto bonito tão diferente assim
Sobressaindo ainda que não queira
Só aparece aqui na Austrália enfim.

Tem black boy tree como apelido
Referente ao tronco negro/carvão
Em aussie jardim, ornato preferido
Exótica, simétrica, belo de montão.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Bichos australianos

Tilacino, extinto pela ação humana

Longe dos homens na Tasmânia interior
O Tilacino, chamado de lobo, além vivia
Belo marsupial, vermelho tigrado de cor
Outros animais de alimentação ele fazia.

Depois que civilização chegou, o horror!
Acusaram-no de todo mal que lá havia
Tendo esse pano de fundo foi um clamor
Atiraram e todo lobo da Tasmânia partia.

Se fora por mera ignorância ou incúria
Massacrou-se o belo animal até seu fim
Agora ele é apenas lembrança da fúria.

Nada poderia ser pior que isso, assim
Idiotismo raro de consequência espúria
Apenas homem consegue ser tão ruim.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Bichos australianos

Casuar

Corro solto pela densa floresta
Apenas comigo, estou sozinho
Se vejo um igual não faço festa
Uso garras, expulso do caminho
A mim apenas solidão me resta
Resisto a tolerar até um vizinho.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Flora australiana

Orquídea Dokrillia cucumerina

De qualquer orquídea existente
Ocupa um alto lugar de destaque
Curiosa, raríssima e bem atraente
Representa como portasse fraque

Ilustre autóctone esta australiana
Lídima espécime orquidácea rara
Idônea, com folha igual a banana
Apenas na folha beleza não para.

Conhecida tal como cucumerina
Uma brinde ao gênero do pepino
Considero que a flor a nós ensina
Uma lição de formosura, imagino.

Mais que tudo, interessa de fato
Essa planta estar bem protegida
Recôndita nos esconsos do mato.

Inviável pois será obtê-la nascida
Num viveiro para o caso de ornato
A Docrília é protegida toda a vida.

terça-feira, 22 de março de 2016

Bichos australianos

Emu correndo

Existe uma ave mais rápida que eu?
Mas onde foi que ela se escondeu?
Um dia na minha poeira se perdeu!

segunda-feira, 21 de março de 2016

Flora australiana

Cumquat australiana

Como outros cítricos sou árvore bonita
Umas belas laranjas produzo também
Mas somente ornamentais, me permita
Que outras da minha família vão além
Utilidade, assim como estar bem na fita
Aqui conta árvore de fruto não ficar sem
Tendo certeza que isso a natureza dita.

domingo, 20 de março de 2016

Bichos australianos

Cacatua

Caráter de psitacídeo é fazer barulho
Altos brados anunciam minha chegada
Com topete no cocuruto, meu orgulho
Ando em companhia sempre animada
Todos os santos dias, de agosto a julho
Uma cacatua sozinha representa nada
Assim, vivo por aí a busca de gorgulho.

sábado, 19 de março de 2016

Bichos australianos

Diabo da Tasmânia


Dizem que um feroz animal pareço
Isso apenas enganosa propaganda
Aqui na selva mansidão tem preço
Bastante berro ou a coisa desanda.

Os berros que faço têm endereço
Digo com eles quem é que manda
Aqui este carrascal é bem espesso
Tem correndo, até bicho que anda.

A Tasmânia minha linda terra natal
Seria deserta sem minha presença
Meus irmãos e eu fazemos carnaval
Âmago da mata não há o que vença.

Nada aqui simplesmente é, por sinal
Insisto que ser mole é fatal sentença
A vida de um predador não é mingau.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Bichos australianos

Coala

Com cara de urso de brinquedo
O que em nós o sorriso desperta
Assim quietinho não mete medo
Lento e macio, é tímido na certa
Apenas come nos olhando quedo.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Bichos australianos

Mamãe possum com filhos aboletados nas costas

Parecido com gambá, da mesma família
Oportunista, contudo cuido bem da prole
Sou marsupial, e destes persigo a trilha
Sendo que minha existência não é mole
Uma vida tranquila só com muita vigília
Mas com minha esperteza, vai que cole!

quarta-feira, 16 de março de 2016

Bichos australianos

Dingo

Desde sempre no outback, vagando vivo
Indolência por este deserto não é opção
Nasce e vive muito melhor canídeo ativo
Gerando filhotes que isso tudo herdarão
O que não pode é ser cão contemplativo.

terça-feira, 15 de março de 2016

Bichos australianos

Coala

Colado no eucalipto, no galho
Observo a volta e me alimento
Assim não perturbo e não falho
Longe do chão, junto ao vento
Aqui a vida não me dá trabalho.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Bichos australianos

Cacatua

Com raríssima arara me pareço
Aqui na Austrália os ares domino
Cedo, em bandos vivo e cresço
Anuncio chegada com desafino
Tenho a reputação que mereço
Uma beleza que sela o destino
Assim ser bonita tem seu preço.

domingo, 13 de março de 2016

Bichos australianos

Dingo

Digo que sou um canídeo apenas
Iniciei a quatro mil anos o caminho
No outback eu vivo a duras penas
Gosto de comer qualquer bichinho
Ouso dizer que não me condenas.

sábado, 12 de março de 2016

Bichos australianos

Cangurus, mãe e filhote

Como apenas folhas, sou vegetariano
Ando aos saltos em bandos enormes
Na barriga o filho, pois esse é o plano
Garanto que tudo está nos conformes
Um dia quente não preciso de abano
Reduzo a viver enquanto você dorme
Um animado saltitar é o meu cotidiano.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Bichos australianos

Ornitorrinco

Ousam dizer que sou bicho estranho
Repilo esta tão difamatória acusação
Não referem a meu pequeno tamanho
Insinuam que colocar ovo é aberração
Também tenho até bico, igual um pato
Ouso ser um mamífero monotremado
Riachos são melhor ambiente de fato
Recolho e como camarão desavisado.
Indene ao que tramitam por aí de mim
Não gosto de lugar cheio de pessoas
Consigo viver melhor escondido assim
Os meus filhotes protegidos numa boa.

Flora australiana

Eucaliptos

Encontram-me em todo canto do Planeta
Uma árvore magnífica muito viçosa e útil
Com meu tronco, no Brasil fazem caixeta
Aqui sou nativa então a vida é inconsútil
Lido com animal que me faz de alimento
Incluindo o muito tímido marsupial coala
Por isso eu estou disseminada ao vento
Tenho muitas espécies que nem se fala
Ouça-me! e não ouvirá nenhum lamento.