sábado, 27 de abril de 2013

Limerique



Era um sujeito obsceno sem igual
Nas sacanagens, imbatível como tal
Produzia vasta obra
Onde matava a cobra
E até sem matá-la mostrava o pau. 

4 comentários:

  1. rsrsrrsrrsrrsrsr... é... esse não se fazia de rogado!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkk Ai poeta às vezes vc coonsegue me arrancar boas gargalhadas. Ôh criatividade!!!
    Abraços

    ResponderExcluir