sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Limerique

No meio da tempestade, quem eu sou?
No meio da umidade o que restou?
Se o mal já está feito
Então não há mais jeito
Sequemos o dia que a chuva molhou.

Um comentário:

  1. Nada podemos fazer contra as intempéries da natureza.
    Abração.

    ResponderExcluir