terça-feira, 6 de setembro de 2016

Passagem

Ando devagar porque nada sei
Nada levo, porque nada tenho
Deixo só rastro por onde andei
O que nada diz de onde venho.

Devagar porque não há pressa
E da vida nada há que esperar
Vivendo há que se andar a beça
Até enfim atingir um outro lugar.
Garanto que é triste cair nessa
Andando na esperança de chegar
Restando que ao fim recomeça.

Um comentário:

  1. Infelizmente eu ando sempre a correr ...
    Lindo Haicai
    um abraço
    Maria

    ResponderExcluir