sábado, 15 de outubro de 2016

Dia do professor

Mas, há que dizer: muito ela fez
Apenas quadro negro e giz talvez
Regrou idioma pros alunos, de vez
Incitando-os à língua de português
Avaliando-os no fim de cada mês.

Jamais tal rigorosidade se viu
Ali se vertia suor e medo, até
Maria Jamur, rigor era seu perfil
Urdia tratos na aula de regras e fé
Reinava em nossa vida estudantil.

Um comentário:

  1. Boa noite, querido amigo, Jair, que bela homenagem à Maria Jamur pelo dia do professor, suas palavras reproduziram quase tudo o que um professor faz em seu árduo trabalho para lapidar pessoas. Linda homenagem! Abraços!

    ResponderExcluir