domingo, 12 de abril de 2015

Cagando e andando

Cagar desse universo é a suprema lei
Caga o papa, a Dilma, e cagou Maria
Confesso, na rua um dia eu me caguei
Lambuzando as pernas, e como fedia.

Dizem, só o bicho carrapato não caga
Porquanto lhe falta o necessário fiofó
Imagine do ser humano essa bela saga
Comendo, tripas entupidas de dar dó.

Quer natureza que homem cagão seja
Independente do que gostar de comer
Podendo comer feijoada e beber cerveja.

Nossa bosta é ente humano no vir a ser
Dela viemos e a ela voltamos, pois veja!
Cada troço um ser humano deve conter.

Um comentário:

  1. Jair,

    Uma vez, fui cagar no banheiro da Faculdade de Filosofia da UFRJ, elá esta escrito: "Aqui, todos se igualam: o valente se agacha, o malandro faz força, e o corajoso se caga.".
    Será que carrapato não tem cu?
    Está legal, o teu soneto.

    abraço
    Marcos

    ResponderExcluir