domingo, 21 de fevereiro de 2016

À vida

Entre milhões de nadadores semelhantes
Sobressaiu apenas o agilíssimo vencedor
Porque portador de desejos dos amantes
Enviado nessa missão plenitude de amor.

Rapidamente em bem poucos instantes
Meteu-se na pele vitelínica esse nadador
Assim como tantos outros fizeram antes
Tendo pois chance de um rebento compor.

O que lá chega quer deixar descendência
Zeloso da responsabilidade que mantém
Óvulo o acolhe tal como define a ciência.

Instinto de perenidade como lhe convém
Depois basta a mãe grávida ter paciência
Esperar por nove meses que o bebê vem.

Um comentário:

  1. Perfeito, meu caro poeta Jair. Um abraço. Tenhas um ótimo domingo.

    ResponderExcluir