quarta-feira, 24 de junho de 2015

Algum dia


Ser um poeta sagaz quem me dera
Porquanto, falta-me a palavra forte
Que conquiste o coração da galera
E eleve meu nome além da morte.

Sinto que no fundo me falta a paixão
A qual faz do homem um grande vate
Que navega as rimas com inspiração
E para cada verso faz justo arremate.

Porém continuo procurando a musa
Que finalmente me dê alumbramento
E clareie minha métrica tão confusa.

Sei que um dia em algum momento
Entenderei exatamente como se usa
A palavra que não se perca ao vento.

Um comentário:

  1. Jair,

    Escreves muito bem, com muita ideias boas.
    Para o verso decassílabo ficar mais sonoro, vejas no Google: métrica e prosódia.

    abraço
    Marcos

    ResponderExcluir